Artigos Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 10h:29 | - A | + A

ALFREDO DA MOTA MENEZES

Assuntos de Cuiabá

ALFREDO MENEZES

 

Deve ter várias candidaturas à prefeitura de Cuiabá em 2020. É que não haverá coligações na proporcional. Daí acreditar que deve ter diferentes candidatos a prefeito para tentarem ajudar os partidos na eleição de vereadores. Sair chapa sozinha de vereadores?

 

Duas candidaturas a prefeito devem dominar o cenário eleitoral na Capital. A do atual prefeito, Emanuel Pinheiro, na busca de reeleição e muito provavelmente a de Fábio Garcia.

 

Ele tinha chances de se reeleger deputado federal, declinou, ficou como suplente do Jaime Campos. Se ganha a eleição e dois anos depois, em 2020, deixa o mandato para ser candidato a prefeito, seria um fato muito explorado na eleição.

 

Mauro Mendes poderia, como outro exemplo, ser reeleito prefeito em 2016. Muito provavelmente vislumbrava uma candidatura ao governo em 2018 e não seria recomendável deixar o mandato no meio e sair candidato ao governo. Fábio Garcia seguiria o modelo?

 

Ou, mais uma ilação, não haveria a disputa aventada acima e os dois lados se entenderiam e um, sabe-se lá qual, apoiaria o outro? Ou estariam sendo criados dois grupos políticos no estado desde agora?

 

Outro assunto. Canal de televisão apresenta um programa chamado Encuentros en Brasil. Cantores e cantoras de diferentes países latino-americanos são levados para lugares atrativos do Brasil. Falam em espanhol e acredito que os programas devem ir para toda a América Latina também.

 

Os produtores do programa escolheram somente 12 lugares no Brasil para serem visitados. Um deles foi Cuiabá e seu entorno, Chapada e Pantanal. O programa já foi exibido. Escolheram aqui, não o Mato Grosso do Sul. Mas, quando se olha os números do turismo, aquele estado dá um baile neste.

 

Como é que pode um lugar que tem história de 300 anos, arquitetura, comida e músicas típicas, como Cuiabá, perder para Campo Grande e Corumbá em números de turistas? Lá tem o Pantanal e Bonito, aqui tem Pantanal, Chapada, Nobres e, indo mais longe, o Araguaia e a Amazônia.

 

Aqui tem 94 municípios com potencial turístico, segundo o Ministério do Turismo. O MS tem 47 municípios nessa condição. Chega a ser incompressível essa surra em turismo que Cuiabá e MT levam do estado vizinho. E aqui, mostra o programa Encuentros en Brasil, seria mais apetitoso.

 

Outro assunto. Montes de pessoas criam dúzias de argumentos para mostrar que Cuiabá tem muito mais de 600 mil habitantes. Tem diferentes maneiras para se checar isso, mas fico com uma checagem bem fácil.

 

A Justiça Eleitoral criou um meio para medir a população de uma cidade. Isso seria encontrado pelo número de eleitores multiplicado por 1.39. Cuiabá tem 440 mil eleitores que, multiplicado pelo índice 1.39, mostra que a capital teria 611 mil habitantes.

 

Esse modelo da Justiça Eleitoral é o ideal para qualquer lugar porque o número de eleitores de cada município é atualizado a cada dois anos, na eleição para presidente e governador e na de prefeito. É só multiplicar o eleitorado por 1.39 e acabam as discussões sobre população.

 

ALFREDO DA MOTA MENEZES é analista político

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet