Caldeirão Político Terça-Feira, 13 de Março de 2018, 16h:55 | - A | + A

Eleições 2018

Governador Pedro faz bravata político-religiosa

DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) precisa assumir e definir: a crítica, afinal, ajuda a transformar para melhor a sua gestão ou é um gesto desprezível de quem não enxerga as qualidades da sua administração? Ou pior, escolhe a tempo e a hora quais críticas e críticos permite-se ouvir?

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, fez recentemente várias críticas ao desempenho do governo Taques. O governador Pedro agradeceu a crítica de Mauro. O deputado federal Adilton Sachetti também fez críticas ao atual governo, já o governador não comentou nada.

Matéria da jornalista Camila Ribeiro, do site Midianews, registra que o atual governador fez um discurso nesta terça-feira (13/03) de desprezo às críticas:

“Não adianta criticar, podem criticar à vontade. Estamos construindo um novo futuro neste Estado. Só Deus e o povo de Mato Grosso tiram a administração do nosso grupo político”, discursou Taques.

Ou seja, de uma só tacada, Taques deixou claro que crítica e críticos estão fora do seu radar e que a autocrítica também não é seu forte.

E fez uma bravata político-religiosa, de tom eleitoreiro: ”só Deus e o povo de Mato Grosso tiram a administração  do nosso grupo político”. Bom, por conta da fé e da legislação eleitoral, que garante o direito ao voto do cidadão de Mato Grosso, só mesmo Deus e o eleitor é que podem manter ou mover grupos para fora do governo. A frase de efeito do governador torna-se sem efeito.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet