Caldeiro Poltico Quarta-Feira, 07 de Novembro de 2018, 08h:43 | - A | + A

RGA

Mauro Mendes pode iniciar governo tendo de administrar crise de Taques

DA REDAO

 

Na próxima semana, os servidores públicos estaduais irão decidir se vão ou não entrar em greve, por causa da falta de definição sobre o pagamento das duas parcelas da Revisão Geral Anual (RGA), referente ao exercício de 2017. Caso o governo atual não cumpra com o acordado e firmado em lei, sobre o pagamento da RGA, os servidores poderão entrar em greve por tempo indeterminado. O fato deverá ter reflexos diretos na próxima administração, que começa no dia primeiro de janeiro. Se isso ocorrer, caberá a Mauro resolver essa questão. Desde 2016, o governador Taques  Taques (PSDB) tem tido dificuldades em administrar as recomposições salariais dos servidores públicos, seja por falta de traquejo político ou por falta de gestão. A questão agora é que a RGA está prevista em lei e os sindicalistas já avisaram que vão desaguar centenas de ações na justiça para que se faça cumprir o estabelecido na norma legal.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet