Economia Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 17h:28 | - A | + A

3,54%

Pesquisa revela que inadimplência caiu em MT

O SPC Brasil estima que em dezembro de 2018 haviam 1,12 milhões de pessoas físicas negativadas em Mato Grosso

CDL CUIABÁ

 

 Em dezembro de 2018, o número de dívidas em atraso de moradores de Mato Grosso caiu -9,56%, em relação a dezembro de 2017. O dado ficou abaixo da média da região Centro-Oeste (-6,24%) e abaixo da média nacional (2,75%). Como em dezembro de 2017 a variação no estado foi de 0,23%, houve desaceleração anual do indicador, sendo que na passagem de novembro para dezembro o número de dívidas caiu -4,07%. Na região Centro-Oeste, a variação foi de -3,07%. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

 

De acordo ainda com os dados levantados pelo SPC Brasil, o número de inadimplentes em Mato Grosso caiu -3,54% em dezembro de 2018, em relação a dezembro de 2017, sendo que o dado ficou abaixo da média da região Centro-Oeste (-1,79%) e abaixo da média nacional (4,41%). “Como em dezembro de 2017 a variação no estado foi de 4,10%, houve desaceleração anual do indicador no Estado. Na passagem de novembro para dezembro o número de devedores de Mato Grosso caiu -1,84%. Na região Centro-Oeste, a variação foi de -1,62%”, explicou o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Fábio Granja.

 

O SPC Brasil estima que em dezembro de 2018 haviam 1,12 milhões de pessoas físicas negativadas em Mato Grosso, o que representa 46,00% da população entre 18 e 94 anos do Estado.

 

Em dezembro de 2018, cada consumidor mato-grossense inadimplente tinha em média 1,997 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Centro-Oeste (1,954) e acima da média nacional registrada no mês (1,903 dívidas). Esta média está abaixo das 2,044 dívidas verificadas no estado em novembro.

 

Para o superintendente da CDL Cuiabá ainda, a grande campanha realizada pela entidade no final de novembro e inicio de dezembro, o “Mutirão Limpa Nome SPC”, foi fator primordial para essa queda significativa de inadimplência no Estado. “Esse trabalho ajudou milhares de consumidores a limpar o seu nome e a voltar a ter crédito, já que no total foram atendidas cerca de 30 mil pessoas nos dias de campanha”, finalizou Granja.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet