Em Destaque Quinta-Feira, 14 de Junho de 2018, 14h:52 | - A | + A

CRUELDADE

Mãe e padrasto são presos acusados de tentar matar filha adotiva

Padrasto tentou matar a menina de 12 anos enforcada com um fio de ventilador. Mãe acompanhou tudo "cantando na sala".

Só Notícias/Bruno Bortolozo

 

Um casal foi preso, há pouco, pela Polícia Civil suspeito de tentar matar a filha adotiva, de 12 anos, em agosto do ano passado. Inicialmente, o caso passou a ser investigado como suposta tentativa de suicídio com base na versão apresentada para a polícia que ela teria tentado se enforcar com fio de ventilador. A menina ficou na UTI de um hospital em Cuiabá, teve algumas sequelas e se recuperou.

 

Os policiais suspeitaram da versão, segundo o delegado André Ribeiro, pois a mãe não aparentava preocupação com a filha. "Na data do fato o comportamento não era o de uma mãe, já que ela não queria sequer ficar com a filha no hospital. Ela não queria acompanhar a menina na ida a Cuiabá, falou que a amiga iria acompanhá-la porque ela iria casar com esse homem que foi preso hoje com ela," explicou.

 

Após ouvir vizinhos e conseguir algumas imagens de câmeras de segurança próximas a casa onde morava, a polícia descobriu que a garota era espancada, obrigada a fazer todas as tarefas domésticas e que não tinha vida social. Ao sair do hospital, ficou internada na casa abrigo em Sorriso e foi acompanhada por psicólogos.

 

Posteriormente, ficou sob os cuidados do pai adotivo. Depois de muito tratamento, voltou a falar e contou o que aconteceu no dia em que foi enforcada. "Muito traumatizada e com muito medo, ela tinha muito medo da mãe e do padrasto, ela falou com os psicólogos. No dia do crime ela relata que teria mexido em uns dvds, em uma caixa de fitas e ele (padrasto) não teria gostado disso e essa seria a motivação. Ela apanhava muito e isso teria sido a gota d'água pra ele, fazer esse negócio com a menina. A mãe, por incrível que pareça, acompanhava tudo na sala, cantando, enquanto ele tentava enforcar a menina", acrescentou o delegado de Polícia Civil.

 

A mulher é professora e foi presa no local de trabalho. O homem foi preso no bairro Bela Vista. Os dois negam que tenham tentando matar a criança. Eles estão na delegacia de Polícia Civil.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet