icon clock h

Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021, 08h:16 | - A | + A

POLÊMICA DO 1 R$ MILHÃO!

Elusmar Maggi volta atrás e diz que não vai “injetar dinheiro” para São Paulo ganhar do Fla

Elusmar voltou atrás dizendo que se pronunciou “no calor do momento", acabando com a polêmica

Wisley Tomaz

DA REDAÇÃO

Internet

Elusmar 2

Elusmar voltou atrás, por meio de Nota, dizendo que se pronunciou “no calor do momento".

Depois de virar notícia nacional por vários dias ao doar 1R$ milhão para Rodinei, que é do Flamengo, entrar em campo pelo Internacional (RS), o empresário de Mato Grosso, Elusmar Maggi, voltou atrás da última polêmica que esteve envolvido. Isso porque logo após a derrota do Inter por 2 a 1 para o Flamengo, na tarde de domingo (21), em entrevista à Rádio Gaúcha, Maggi fez mais uma promessa que chamou a atenção, afirmando que "iria tentar comprar" o São Paulo com aquela chamada “mala branca”, tão falada no futebol em um passado não muito distante.

 

"Vou injetar dinheiro no São Paulo para a gente ser campeão. Vou estudar com a minha parte jurídica como proceder amanhã (segunda-feira 22.02). Vai ser 1 a 0 para a gente contra o Corinthians", disse Elusmar.

 

Contudo, o Flamengo respondeu de imediato por meio se seu Departamento Jurídico, dizendo que iria denunciar o empresário Elusmar Maggi Scheffer ao Ministério Público e à Polícia Civi pelo crime de “Manipulação de Resultado”. Na sequência, para acabar com o imbróglio, o torcedor Colorado voltou atrás, por meio de Nota, dizendo que se pronunciou “no calor do momento, que agiu de forma equivocada”.  

 

Veja a Nota, na íntegra:

 

“Como qualquer colorado, fui impactado pela partida de domingo (21) no Maracanã. O amor pelo clube me moveu a fazer uma doação espontânea com intuito de ajudar, de fazer a minha parte na busca pelo título. Depois de tudo que aconteceu, com o lamentável erro do árbitro e do VAR, e a derrota que deixa o título mais difícil agora, me manifestei sem pensar. Envolto em emoção, afirmei que poderia participar da última rodada com aporte financeiro ao São Paulo, algo que considero equivocado. Sei que não é ético, aceitável, nem necessário este tipo de coisa, já que o São Paulo, como grande clube que é, não precisaria de qualquer incentivo para tentar a vitória. Peço desculpas pelas palavras ditas "no calor do momento" e reitero que jamais falei em nome do Inter. Reforço que não vou fazer qualquer movimento nesta última rodada, deixando o protagonismo todo para quem sempre deve tê-lo: os jogadores. Vamos, Inter! Estaremos sempre contigo!”

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.