Esportes Domingo, 04 de Novembro de 2018, 20h:23 | - A | + A

CAMPEONATO BRASILEIRO

Em jogo eletrizante, São Paulo e Flamengo ficam no empate por 2 a 2 no Morumbi

O resultado, no entanto, foi ruim para as duas equipes

ESTADÃO CONTEÚDO

 

São Paulo e Flamengo empataram por 2 a 2, neste domingo, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em início de jogo eletrizante, Diego Souza abriu o placar aos 7 minutos e Uribe deixou tudo igual tudo aos 9. Já na etapa final, coube ao garoto Helinho, de apenas 18 anos, estrear na equipe tricolor com um golaço aos 5. Mas Rodinei, que também entrou no segundo tempo, marcou aos 36 e estragou a festa dos donos da casa.

O resultado, no entanto, foi ruim para as duas equipes. Os paulistas perderam a chance de se igualar em pontuação ao adversário e foram a 57, ainda na quarta posição da tabela de classificação. Já os cariocas, com 60, ficam a seis de distância do líder Palmeiras, que abre vantagem na briga pelo título.

Na próxima rodada, os dois terão clássicos estaduais pela frente O São Paulo enfrenta o Corinthians no sábado, às 17 horas, na arena do rival, na capital paulista. O Flamengo joga no mesmo dia, porém um pouco mais tarde, às 19 horas, diante do Botafogo, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro.

O JOGO - As escalações do início do confronto deram o tom dos momentos de cada equipe no campeonato. Vindo de cinco jogos sem perder, o Flamengo do técnico Dorival Júnior manteve o que tem dado certo, com Uribe fixado como centroavante e Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho na trinca ofensiva. O São Paulo do uruguaio Diego Aguirre, por outro lado, até pelos muitos desfalques (Jean, Hudson, Everton, Rojas e Everton Felipe), precisou mudar. A principal alteração foi tática, adotando um esquema com três zagueiros - Arboleda, Bruno Alves e Anderson Martins. Jucilei voltou ao time, compondo um setor mais robusto na marcação ao lado de Luan e Liziero. Diego Souza e Gonzalo Carneiro foram escalados no ataque.

Nesta configuração, cabia ao Flamengo tentar pressionar, dando espaço para os contra-ataques. E foi no primeiro melhor costurado pelos donos da casa que saiu o gol inaugural do jogo, aos 7 minutos. Gonzalo Carneiro recebeu na direita e chutou cruzado para o meio da área. Liziero apenas ajeitou e Diego Souza encheu o pé. Só que mal deu tempo de a torcida tricolor comemorar. Aos 9, Renê cruzou no meio da área para Uribe, que ganhou de Bruno Alves de cabeça e deixou tudo igual.

Passado o início eletrizante, o jogo entrou de novo no panorama anterior ao dos gols: Flamengo com a posse de bola a maior parte do tempo, São Paulo tentando aproveitar algum outro contragolpe, com muita ligação direta até Gonzalo Carneiro, que utilizou a força física para levar vantagem sobre a marcação. Mas faltava criação no meio de campo. Os visitantes tiveram grande chance de virar, mas Sidão evitou gol de Renê com uma defesa à queima-roupa.

Vendo que o esquema com três zagueiros não funcionou e deixou o time sem ligação com o ataque, Aguirre promoveu já na volta do intervalo a estreia do atacante Helinho, de apenas 18 anos, criado na base do clube. Ele entrou no lugar de Anderson Martins Assim, o São Paulo voltou ao seu esquema tradicional, com dois jogadores abertos pelas pontas na frente: Helinho na direita e Gonzalo Carneiro na esquerda. Diego Souza foi posicionado centralizado.

E levou cinco minutos para o garoto provar que tem estrela. Na primeira bola que recebeu na direita, Helinho cortou para dentro e soltou uma bomba no ângulo direito do goleiro César. Um golaço de cartão de visita: 2 a 1.

Dorival Júnior tentou arrumar o Flamengo, que voltou pior para a etapa final. Tirou Cuellar e Everton Ribeiro para colocar Diego e Geuvânio, respectivamente. Mas foi uma terceira substituição dele que definiria o placar no Morumbi. Aos 31 minutos, o treinador trocou Pará por Rodinei. Coincidentemente, assim como no desfecho da alteração são-paulina, levou cinco minutos para o novo elemento em campo participar de forma decisiva. Completando cruzamento de Vitinho, chutou de pé direito e estufou as redes de Sidão.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 2 FLAMENGO

SÃO PAULO - Sidão; Arboleda, Bruno Alves e Anderson Martins (Helinho); Bruno Peres, Luan (Araruna), Jucilei, Liziero e Reinaldo; Diego Souza e Gonzalo Carneiro (Edimar). Técnico: Diego Aguirre.

FLAMENGO - César; Pará (Rodinei), Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar (Diego), William Arão, Lucas Paquetá e Everton Ribeiro (Geuvânio); Vitinho e Uribe. Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Diego Souza, aos 7, e Uribe, aos 9 minutos do primeiro tempo; Helinho, aos 5, e Rodinei, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Liziero e Reinaldo (São Paulo); Lucas Paquetá (Flamengo).

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

RENDA - R$ 1.109.117,00.

PÚBLICO - 32.612 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet