Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 09h00
UBIRATAN BRAGA
A Caravana cuiabana e seus discípulos

UBIRATAN BRAGA

Perdão àqueles, que por ventura, não comungue com minha ótica de ver inúmeras oportunidades surgirem com um simples programa social chegando a locais diversos com históricos de um passado marcado pelo descaso e abandono. É o caso da Caravana da Transformação que se desloca aos quatro cantos de Mato Grosso e neste exato momento chega a Cuiabá e muitos municípios agregados à Baixada Cuiabana.

 

"A hora chega para todos", já diz o ditado. Nesse sentido gostaria de saudar o Governo do Estado, que vem fazendo transformações na vida de muita gente humilde. - Mas doutor, o governo não faz além de sua obrigação-, pensou assim caro cidadão? - Ah, isso não passa de segundas intenções -, também imaginou dessa forma meu amigo ou minha amiga?

 

Das políticas públicas deste Governo, esse programa, à minha leitura, afaga os corações de centenas de 'tiozinhos e tiazinhas' e suas criancinhas que necessitam não só de uma simples consulta a uma cirurgia de pterígio e de tantas outras demandas. Chegou lá longe no 'interiorzão'e queira Deus, não deixe o tucano governador findar oportunidades únicas como esta à tanta gente. Sabe quando aquele senhorzinho e senhorazinha iriam realizar tal procedimento oftalmológico, a depender de suas hipossuficiências financeiras? Vai, responde!

 

E não é só isso. Para qualquer iniciativa, em se tratando de política pública, tem de haver 'vontade de fazer'. Viu que o Tribunal de Justiça, por exempo, fez contra a liminar que mitigava a propaganda oficial em favor da Caravana por realizar serviços de saúde e cidadania.

 

Em segundo momento, a capacidade de aporte para tal evento que não sai barato, mais vale expressão de felicidade do promotor e daquele recebedor do beneficio.

 

Agora te pergunto: consta obrigatoriedade nessa promoção coletiva? Em números, para basilar as ações, até o mês de abril do ano passado no Araguaia, por exemplo, foram mais de 7 mil atendimentos aos brancos e índios de Bom Jesus do Araguaia; Confresa; Luciara; Santa Cruz do Xingú; São Félix do Araguaia na 6ª edição. Lá em Porto Alegre do Norte a Caravana, que aconteceu na primeira quinzena de maio, foram realizadas cerca de 300 cirurgias de catarata, pterígio e a yag laser sem dor alguma, enquanto chegou-se a cerca de 750 procedimentos diários entre exames/consulta diversos.

 

E aqui em Cuiabá onde o corpo populacional é bem maior e ainda adicionando os pacientes da baixada que já marcaram seu cadastro nesta 13ª edição. Para se ter uma ideia, o governador Pedro Taques previu em cirurgia oftalmológica chegando a mais de 50 mil procedimentos. Então tiro o chapéu e tomo qualquer injeção se é para o bem coletivo.           

                        

Ubiratan Braga é jornalista, radialista e publicitário em Cuiabá.


Fonte: PNB Online
Visite o website: http://pnbonline.com.br/