Poltica Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018, 16h:12 | - A | + A

AO DO MP

Adevair Cabral desiste de assumir vaga de Malouf na Assembleia com medo de perder mandato

O medo de ser destitudo do cargo motivado pelo fato do Ministrio Pblico Estadual ter impetrado uma ao na Justia contra a lei aprovada pela Cmara

LAICE SOUZA

DA REDAO

 

O vereador Adevair Cabral (PSDB) desistiu de assumir o cargo de deputado estadual, na vaga que seria aberta com o pedido de licença que seria proposto pelo deputado estadual Guilherme Malouf (PSDB), por 121 dias, por receio de perder o cargo de vereador.


O medo de ser destituído do cargo é motivado pelo fato do Ministério Público Estadual ter impetrado uma ação na Justiça contra a lei aprovada pela Câmara de Cuiabá, em que permite que vereador assuma cargo na Assembleia, sem a necessidade de renunciar ao cargo na Câmara. Segundo o vereador, a Procuradoria da Câmara foi quem o avisou sobre a ação.


"Após muitas reflexões e informações de que eu poderia perder o cargo de vereador nesta Casa [Câmara], onde fui eleito com 4.492 votos, não poderia estar me deixando levar por vaidade", destacou, explicando que por ser o suplente de Malouf, teria o direito de assumir o cargo com o pedido de licença do deputado.


"Não vou me ausentar da Câmara. Não vou assumir o cargo de deputado na Assembleia Legislativa e vou continuar vereador", informou, durante sessão nesta quinta-feira (17).


Em risco

Agora, o vereador Marcrean dos Santos (PRTB), que assumiu nesta semana o cargo de deputado na Assembleia, corre o risco de perder a vaga na Câmara de Cuiabá. Ele entrou na vaga do deputado Adauto de Freitas (Patriotas), que se licencionou.

Caso a Justiça reconheça a inconstitucionalidade da lei aprovada pela Câmara, conforme ação impetrada pelo Ministério Público, Marcrean pode perder o cargo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet