Política Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 17h:45 | - A | + A

PACTO POR MATO GROSSO

Deputado garante que votará a favor de 80% das medidas propostas

Wilson Santos disse que a votação será a favor de Mato Grosso que o elegeu pra fazer um "mandato justo, honesto e responsável"

JULIANA GROU

DA REDAÇÃO

 

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) garantiu que votará a favor da maioria dos projetos apresentados pelo governador Mauro Mendes (DEM) para conter a crise financeira do Estado.

 

“Vou votar a favor, mas vou votar a favor de Mato Grosso que me elegeu pra fazer um mandato justo, honesto e responsável. E as medidas que o governador Mauro Mendes tem tomado neste início, a maioria delas é correta. A maioria terá o meu apoio nesta Casa. 70, 80% do que ele encaminhou já tem, de cara, a minha simpatia”, afirmou.

 

O conjunto de projetos, denominado de Pacto por Mato Grosso, visa enfrentar a crise financeira que Mato Grosso atravessa e incluem corte de gastos para o equilíbrio das contas públicas e prevê corte no número de cargos comissionados, de gratificação e contratados; a redução de 24 para 15 no número de secretarias e a extinção de seis empresas públicas; a criação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, que estabelece normas de finanças públicas que propiciarão a contenção do déficit financeiro, reequilíbrio entre receitas e despesas e recuperação da capacidade de investimento público; estamos propondo também o aumento na contribuição do setor do Agronegócio, com o Novo Fethab, bem como outros ajustes na Tributação para a elevação da receita. Iremos implementar um gigantesco programa de combate à sonegação fiscal.

 

O parlamentar disse, em sessão plenária da última quinta-feira (10), que tem discordâncias em relação ao desvio dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e que deverá propor uma emenda no projeto, dando o prazo de um ano para que a arrecadação seja usada no pagamento de salários e dívidas, mas que em 2020, isso seja descartado. 

 

“Uma das coisas que vou fazer emenda é, como o Fethab vai crescer muito, vai crescer em torno de R$ 650 milhões por ano, que uma parte disso, em torno de 20%, fique com a saúde. Vamos dar um ano pra que ele possa continuar usando os recursos do Fethab”, concluiu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet