Vídeos Sexta-Feira, 18 de Maio de 2018, 10h:22 | - A | + A

Em áudio viral, parte das pessoas ouvem 'Yanny' e outra, 'Laurel'; e você?

BBC BRASIL

Se o mundo já se dividiu uma vez por causa da cor de um vestido, está prestes a se fragmentar de vez por causa de um arquivo de áudio.

 

Assim como parte das pessoas via um vestido azul e parte das pessoas via um vestido dourado no mistério que viralizou há três anos nas redes sociais, agora, parte das pessoas que ouve um som robotizado circulando nas redes diz ter ouvido a palavra "Laurel"; a outra parte conta ter escutado "Yanny".

 

Não se preocupe, ninguém está ficando louco. Há algumas explicações para isso.

 

Segundo especialistas, o nosso ouvido escuta uma leque bem grande de frequências, das mais baixas às mais altas. Normalmente, o nosso cérebro aglutina essas frequências para interpretar os sons. Ou seja, não tem a ver com o ouvido, mas sim com o cérebro, e como ele processa os sons.

 

No caso dessa gravação, se nosso cérebro embarcar na frequência mais alta, a chance de escutar "Yanny" é maior. Se embarcar na mais baixa, "Laurel" sai ganhando. Mas o que faz o cérebro escolher um ou outro caminho?

 

Para Adrian Rees, professor de neurociência auditiva da Universidade de Newcastle, na Inglaterra, o mistério do áudio é equivalente a ilusões de ótica como aquelas em que as pessoas veem duas imagens distintas em uma mesma imagem. "Quando o cérebro recebe informações ambíguas, ele tem que escolher uma informação única para processar", afirma ele, que pertence ao time do "Yanny".

 

Segundo Will Sedley, professor do Instituto de Neurociência também da Universidade de Newcastle que diz escutar "Laurel", há três explicações possíveis para o fenômeno do áudio: acaso, familiaridade e a plataforma de áudio. Veja no vídeo.

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet